Diferenças fundamentais entre Esquerda e Direita (parte 3)

edmund_burke

Edmund Burke, o pai do conservadorismo

No primeiro post desta série falamos das cinco diferenças fundamentais entre a Esquerda e a Direita que permanecem atuais desde o início. No segundo, vimos como o marxismo infiltrou-se nas universidades e na cultura e anexou novas bandeiras ao esquerdismo. A partir deste post, vamos falar um pouco sobre cada uma das atuais vertentes da guerra ideológica.

E como já ficou claro até aqui, são os esquerdistas quem definem quem é de direita. Ao propor suas bandeiras que tentam moldar o futuro da humanidade, todos que não concordam com os pontos propostos pelos esquerdistas são caracterizados como de direita. Naturalmente, este grupo que sobra (ou seja, o resto) é bem heterogêneo, apesar da esquerda o pintar sempre como um poderoso ente conspirador, unido, bem estruturado, organizado e sempre disposto a conspirar contra os “trabalhadores”.  Mas a história real não é bem assim. Existem na direita vários pontos de vista que derivam de dois grupos bem diferentes e, em muitos aspectos, antagônicos: conservadores e liberais. Vamos começar pelos primeiros.

Leia mais