Políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos. Pelo mesmo motivo (Eça de Queiroz)

By

A responsabilidade do PT na recessão atual e suas lições para o futuro

mantega2E como previsto pelos economistas “chatos”, o Brasil entrou oficialmente em recessão. Surpresa mesmo só com a velocidade que tal recessão chegou, afinal nem mesmo os mais pessimistas acreditavam que tal recessão pudesse chegar em pleno ano eleitoral, quando normalmente os governos, e em especial o PT, abrem todas as torneiras de estímulos artificiais para tentar dar a impressão de que as coisas estão melhores (ou menos ruins) do que realmente estão.

O governo, claro, se defende das críticas jogando a culpa no cenário internacional, apesar do Brasil crescer hoje metade da média mundial e a 1/3 da média dos emergentes e pobres. Incrível como o governo do PT finalmente descobriu a influência do contexto internacional na nossa economia. Nos anos do boom econômico mundial da década passada, o contexto internacional favorável era sempre jogado para debaixo do tapete, afinal, segundo a retórica petista, tudo de bom que acontecia era obra do Lula. Contexto internacional desfavorável na era FHC? Que nada, “o Brasil vivia de joelhos ao FMI”, fuzilavam os petistas.  “Os números não mentem”, comparavam com ar triunfal os vários indicadores de ambos os governos para atestar a superioridade administrativa do PT. Leia mais

By

As previsões fracassadas do PT e a crise iminente

dilmaO governo Dilma começou no auge do lulismo, quando nosso PIB cresceu 7,5%, metade do recorde de 1973, mas ainda assim um crescimento considerável para os padrões atuais. O discurso triunfalista na campanha presidencial de 2010 falava de um “novo salto” do Brasil que nos levaria, na era Dilma, ao primeiro mundo.

Já nesta época muitos economistas faziam ressalvas ao nosso pibão, lembrando que parte deste crescimento era de recuperação da recessão do ano anterior e que, principalmente, tal PIB teria sido inflado artificialmente com um exagerado estímulo ao crédito e que, portanto, as “faturas” viriam nos anos seguintes, diminuindo assim nosso potencial de crescimento no novo governo.

Com sempre, qualquer crítico do PT recebe logo um rótulo e os tais economistas  foram classificados como “pessimistas”, “viúvas de FHC”, “urubólogos” ou simplesmente portadores da síndrome do complexo de vira-latas. Eu, como blogueiro independente, procurei sempre repercutir por aqui tais alertas, demostrando meu pessimismo em meio à euforia, criticando o fato de que a campanha presidencial foi transformada em um leilão de promessas de mais “programas sociais”, deixando de lado o debate econômico que revelaria a fragilidade e a insustentabilidade do crescimento artificial petista. Leia mais

By

Até onde a cara de pau petista pode chegar

Amigos, ainda não voltei ao blog. Este post é apenas um pequeno desabafo diante da sequência de absurdos que tenho visto nestes dias. Eis que hoje me defronto com a seguinte postagem de um desses blogs sujos patrocinados pelo governo (Brasil 247), repercutida por um amigo por quem tenho grande consideração.

10348368_10204655368928552_1291013594491169394_n

Fiquei atônito, pensando até que ponto a paixão política pode cegar as pessoas. Como uma pessoa de bem, excelente pai, marido, irmão, amigo, pode chegar ao ponto de divulgar uma baboseira dessas?

Já não bastam mais imagens para comprovar os fatos. Não basta mais ver os acusados falando em tom de deboche tudo o que a revista Veja publicou. Basta uma perícia qualquer contratada por um acusado que diz ter identificado “dois cortes” na gravação e pimba! Acabou a acusação. Isto já é suficiente não apenas para inocentar completamente os acusados, como também para inverter a acusação de fraude para o portador da notícia!

Ou seja, os caras que inventaram esta “obra-prima” da esgotosfera financiada pelas estatais não levaram nem em consideração que um dos envolvidos, o Luiz Azevedo, assessor de Ricardo Berzoini, chegou a divulgar uma nota onde praticamente admite as acusações. Em suas próprias palavras “por se tratar de uma ação investigativa do parlamento envolvendo uma empresa estatal, evidentemente a articulação política do governo não deve se omitir de participar dos debates com parlamentares, inclusive para a formação do roteiro e da estratégia dos trabalhos”. Em nenhum momento da nota ele chega a questionar a gravação como fazem os doidivanas nos blogs sujos. Apenas limita-se a ressaltar sua atuação política nos bastidores, achando tudo absolutamente normal!

Aliás, não só ele. O ministro Paulo Bernardo repetiu o que todo petista tem repetido desde que começaram a estourar os primeiros escândalos do PT. Nas palavras do próprio Bernardo, “isso vem desde Pedro Álvares Cabral. Porque, na primeira CPI, já deve ter acontecido isso. A não ser que a gente queira fingir que nós somos todos inocentes, que somos muito hipócritas, e falar: ‘Não, isso não acontece’”.

Ou seja, é a institucionalização da corrupção. Até bem pouco tempo o governo ainda negava ou jogava a culpa para um bode expiatório do terceiro escalão. Agora admite tudo e acha normal!

Enfim, não seria preciso nem gravação para comprovar a veracidade das informações publicadas pela Veja, mas para os teleguiados eleitores petistas, nada que venha da Veja merece o menor crédito. Já as baboseiras publicadas pelos blogueiros chapa-branca…

É a velha estratégia esquerdista de acirrar os ânimos para se proteger de qualquer acusação. Você estimula o ódio contra um inimigo qualquer e passa a classificar de “conspiração” qualquer crítica que lhe façam. Muita gente se pergunta ainda hoje como o nazismo foi possível. Eis a resposta: com muita lavagem cerebral e com cultivo da fé em um partido que se acha acima de tudo e de todos.

Para quem ainda não viu, segue o vídeo gravado por um funcionário da Petrobrás através de uma caneta espiã. Assistam e tirem suas próprias conclusões: https://www.youtube.com/watch?v=_gkpvF0yfCI

Como já dizia um velho ditado popular: o verdadeiro cego é aquele que não quer ver.