Mais uma narrativa mentirosa que os petistas tentam colar

mentiraO texto que ilustra este post foi publicado originalmente por um site conhecido por plantar notícias falsas (Plantão Brasil) chegou a ser compartilhado pelo presidenciável Ciro Gomes (ver aqui), o que me levou a checar a informação. O título é bem categórico: “Delação diz que Dilma descobriu e cortou a propina da Odebrecht, isso levou ao impeachement” !!!!

Isso mesmo que você leu. A farsa da mulher honesta, que já foi desmentida até mesmo pelo ex-líder do PT, Delcídio Amaral, ainda é vendida entre os seguidores e simpatizantes do PT! A “reportagem” bombástica, repercutida pelos blogs que só falam “verdades” em contraponto a tal “imprensa golpista”, é nada mais nada menos que uma interpretação pra lá de criativa, para dizer o mínimo.

E como eles chegaram a tal ginástica para criar a nova narrativa?  Bom, primeiro eles pegaram um delator para dar credibilidade à narrativa. Mesmo que o delator não tenha afirmado nada, algo pelo menos próximo da tese que tenta criar, eles deduzem então que uma ação de Graça Foster na diretoria da Petrobrás foi, na verdade, uma ação de Dilma para confrontar os corruptos!

Pois é. Para ser responsabilizada pelos “maus feitos” dos seus subordinados nada vale. Nunca sabem de nada. Mas se for algum “bem feito”, aí sim, foi a mando de Dilma! Aí ela sabe de tudo. Entra no ar a gestora competenta! Genial!

Ora, e qual foi a ação de Graça Foster que tentam atribuir a Dilma? A renegociação de um contrato da Petrobrás com a Odebrecht. Ninguém sabe nem ao certo se tal ação veio da Graça realmente, afinal ela assumiu a Petrobrás para dar uma organizada na bagunça da estatal. Ora, renegociações de contratos em processos de reestruturações de empresas são o mínimo que se pode esperar de qualquer gestor que tente justificar sua contratação. Que tais ações enfrentem resistências e provoquem conflitos de interesses também é óbvio. Aliás, freqüentemente consultorias vão de encontro até mesmo à decisões tomadas anteriormente pelos próprios contratantes, muitas vezes os donos. Ou seja, a ação atribuída a Graça Foster que tentam atribuir a Dilma não prova absolutamente nada a não ser o fato de uma empresa totalmente endividada tentando se reerguer. Nada mais. Leia mais